quarta-feira, 6 de abril de 2011

Os 10 melhores filmes brasileiros


10 - Treze cadeiras


Oscarito interpreta Bonifácio, um barbeiro do interior que recebe de uma tia de herança uma mansão na cidade, mas o imóvel é confiscado e ele acaba ficando apenas com 13 cadeiras. Após vendê-las, desespera-se ao descobrir que a falecida havia escondido uma fortuna no estofamento de uma delas. Junto com a dançarina de cabaré Ivone (Renata Fronzi), ele tentará então reavê-las, se envolvendo em muita confusão. Filme baseado no romance russo "As 12 cadeiras". A história do orinalmente se passa na Rússia na época da revolução bolchevique. (fonte: Wikipédia)


9 - Independência ou Morte


Independência ou morte é um filme brasileiro de 1972, do gênero drama histórico dirigido por Carlos Coimbra para celebrar o sesquicentenário da independência do Brasil.
Uma visão heróica e quase mítica do processo que levou à emancipação política do Brasil em relação a Portugal.
O filme mostra o caso extraconjugal do príncipe/imperador com a Marquesa de Santos, mas com um tom romântico de amor impossível, sem mencionar outras aventuras, ao contrário do que seria mostrado na minissérie O quinto dos infernos, décadas depois. (fonte: Wikipédia)


8 - O Guarani



O Guarani (1996) é uma das muitas versões cinematográficas do romance homônimo de José de Alencar.
A trilha sonora é de Wagner Tiso, com música incidental Il Guarany, de Carlos Gomes. (fonte: Wikipédia)





7 - Se eu fosse você



Se Eu Fosse Você é um filme brasileiro de 2005, do gênero comédia romântica, dirigido por Daniel Filho e estrelado por Glória Pires e Tony Ramos.
Com o sucesso do filme, houve uma continuação, Se Eu Fosse Você 2, que é a segunda parte da história, logo após os eventos ocorridos no primeiro longa.
Cláudio e Helena são um casal rotineiro, e deverás isso, possuem algumas discussões. Ele, publicitário bem sucedido e ela, professora de música, após discutirem e começarem estranhamente a falar as mesmas palavras juntos, e na mesma hora, quando despertam no dia seguinte após adormecerem logo após tais eventos ocorridos, percebem-se que estão em corpos trocados: Helena está no corpo de Cláudio e vice-versa.
Tendo que enfrentar tal acontecimento inusitado e até então inédito para ambos, juntos terão que assumir a vida um do outro, e aprenderão a ver o ponto de vista de cada qual sob um novo ângulo, que até então fora superficialmente sentidos por eles, e que agora, são intensamente vividos. (fonte: Wikipédia)



6 - Carlota Joaquina – Princesa do Brazil



Carlota Joaquina, Princesa do Brazil é um filme histórico e satírico, lançado em 1995. Tendo apresentado alguns erros históricos. Foi estrelado por Marieta Severo e Marco Nanini. É o primeiro filme dirigido por Carla Camurati e também, o primeiro da atriz Ludmila Dayer que interpretou Carlota Joaquina de Bourbon na infância.
O filme conta, satiricamente, parte da história da monarquia portuguesa, e a elevação do Brasil, de colônia do império ultramarino português, a reino unido com Portugal. Também faz referências a monarquia espanhola. A morte do rei de Portugal D. José I de Bragança, em 1777, e a declaração de insanidade da filha herdeira do precedente, a rainha D. Maria I, em 1792, levam seu filho, o então príncipe D. João de Bragança e sua esposa, a infanta espanhola Carlota Joaquina de Bourbon, ao trono real português. Em 1807, para escapar das tropas napoleônicas que invadiam Portugal, a corte portuguesa e o casal transfere-se às pressas para o Rio de Janeiro, onde a família real e grande parte da nobreza portuguesa vive exilada por 13 anos. Na colônia aumentam os desentendimentos entre Carlota Joaquina e D. João VI, que após a morte da mãe, D. Maria I, deixa de ser príncipe-regente e torna-se rei de Portugal e, posteriormente, rei do reino unido de Portugal, Brasil e Algarves. (fonte: Wikipédia)





5 - Nosso Lar


Nosso Lar é um filme de longa metragem brasileiro, dirigido e roteirizado por Wagner de Assis, baseado na obra homônima escrita através de psicografia pelo médium Chico Xavier, sob a influência do espírito André Luiz.
O ator que representa André Luiz, o personagem principal da história, é Renato Prieto. O filme conta com alguns atores e atrizes bastante conhecidos da teledramaturgia brasileira como Othon Bastos, Ana Rosa e Paulo Goulart, dentre outros. Tendo sido gravado durante os meses de julho, agosto e setembro de 2009 em locações no Rio de Janeiro e Brasília, foi lançado em 3 de setembro de 2010, tendo alcançado um público de 1.6 milhão de espectadores em 10 dias de exibição.

Desenhos minuciosos e detalhados do mapa da cidade "Nosso Lar" assim como a arquitetura das edificações, ministérios e casas, foram criados pela médium Heigorina Cunha através de suas observações realizadas durante suas saídas do corpo (desdobramento) em março de 1979, conduzidas e orientadas pelo espírito Lucius. Seus desenhos foram esclarecidos e confirmados por Chico Xavier de que se tratava realmente da cidade “Nosso Lar”  e mais tarde serviram de inspiração para criar o visual arquitetônico da cidade que se vê no filme.
Ao despertar no Mundo Espiritual, André Luiz se depara com criaturas assustadoras e sombrias vivendo, juntamente com ele, neste lugar escuro e sombrio. Além disso, ele também se assusta por perceber que apesar de ter "morrido" ele ainda continua vivo e ainda sente fome, sede, frio e outras sensações materiais. Após um longo período de sofrimento ele é recolhido dessa zona de sofrimento e purgação de falhas do passado por espíritos do bem e é levado para a Colônia Espiritual Nosso Lar, de onde surge o nome do filme. A partir desse momento ele começa a conhecer melhor a vida no além-túmulo e a aprender lições e adquirir conhecimentos que mudarão completamente o seu modo de enxergar a vida.
Tendo então tomado consciência de que está desencarnado (morto), sente imensa vontade de voltar à Terra para visitar e rever parentes próximos de quem guarda imensa saudade. Entretanto, como narra a sinopse do site oficial do filme, isso acontece só para que ele perceba "a grande verdade - a vida continua para todos". (fonte: Wikipédia)





4 - Trair e coçar é só começar



Trair e Coçar É só Começar é um filme brasileiro de 2006, do gênero comédia, dirigido por Moacyr Góes e baseado na peça teatral Trair e coçar é só começar, de Marcos Caruso.
O filme foi produzido por Diller Trindade, a direção de fotografia é de Cezar Moraes, a direção de arte de Paulo Flaksman, os figurinos de Luciana Maia, a cenografia de Ana Schlee, a trilha sonora original de Ary Sperling, a edição de som de José Moreau Louzeiro e Vinicius Leal, e a mixagem de Cláudio Valdetaro.
Uma empregada doméstica intrometida causa várias confusões num condomínio de classe média alta ao desconfiar que seus patrões têm casos amorosos extra-conjugais. (fonte: Wikipédia)





3 - Lisbela e o Prisioneiro



Lisbela e o Prisioneiro é um filme brasileiro de 2003, do gênero comédia romântica, dirigido por Guel Arraes. É uma adaptação da peça de teatro homônima de Osman Lins. O filme é uma produção da Globo Filmes e da Natasha Filmes, junto com o estúdio Twentieth Century Fox.
Conta a história do malandro, aventureiro e conquistador Leléu e da mocinha sonhadora Lisbela, que adora ver filmes norte-americanos e sonha com os heróis do cinema.
Lisbela está noiva e de casamento marcado, quando Leléu chega à cidade. O casal se encanta e passa a viver uma história cheia de personagens tirados do cenário nordestino: Inaura, uma mulher casada e sedutora (Virginia Cavendish, de O Cravo e a Rosa , Dona Flor e seus Dois Maridos e O Auto da Compadecida) que tenta atrair o herói; um marido valentão e "matador", Frederico Evandro (Marco Nanini, de Carlota Joaquina, Princesa do Brazil e O Auto da Compadecida); um pai severo e chefe de polícia, Tenente Guedes (André Mattos, de Como Nascem os Anjos); um pernambucano com sotaque carioca e gírias paulistas, Douglas (Bruno Garcia, de Os Maias e O Quinto dos Infernos), visto sob o prisma do humor regional; e um "cabo de destacamento", Cabo Citonho (Tadeu Mello, da trilogia A era do gelo , Xuxa e os Duendes e Didi, O Cupido Trapalhão), que é suficientemente astuto para satisfazer os seus apetites.
Lisbela e Leléu vão sofrer pressões da família, do meio social e também com as suas próprias dúvidas e hesitações. Mas, em uma reviravolta final, cheia de bravura e humor, eles seguem seus destinos. Como a própria Lisbela diz, a graça não é saber o que acontece. É saber como acontece e quando acontece. (fonte: Wikipédia)





2 - Auto da compadecida



O Auto da Compadecida é um filme brasileiro de 2000, uma comédia dirigida por Guel Arraes, com roteiro dele e de Adriana Falcão. Baseado em obra homônima de Ariano Suassuna, com elementos de O Santo e a Porca e Torturas de um Coração, ambas do mesmo autor.
As aventuras de João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos da pequena cidade em que vivem. (fonte: Wikipédia)





1 - Olga


Olga é um filme brasileiro realizado em 2004 pelo diretor Jayme Monjardim, inspirado na biografia escrita por Fernando Morais sobre a alemã, judia e comunista Olga Benário Prestes. No filme, estrelam Camila Morgado como a protagonista, Caco Ciocler tambem como Luís Carlos Prestes e Fernanda Montenegro como Dona Leocádia Prestes, mãe de Luís Carlos Prestes.
Olga foi um grande sucesso de bilheteria; 385 mil pessoas o assistiram apenas no fim de semana de estréia no Brasil.
A obra também recebeu três prêmios no Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2005, mas teve recepção negativa das imprensas brasileira e alemã. (fonte: Wikipédia)

12 comentários:

  1. Se eu fosse vc.
    Lisbela.
    E o Auto da compadecida sao muito bons.
    O auto é fantástico. Acho q um dos filmes que eu mais assisti.rs
    O livro apesar de ser diferente é muuuito bom tbm!

    Os outros nao conheço.oO
    Mas devem ser bons, principalmente os que possuem um contexto historico legal!

    ^^

    Ahh, tem outros filmes mto bons, o cinema brasileiro quando nao apela é muito bom!!

    ResponderExcluir
  2. O décimo e o nono eu nunca assisti. Nunca vi um filme do Oscarito.
    Gosto muito de Carlota Joaquina, Lisbela, O auto da Compadecida e Se eu Fosse Você.
    Senti falta de Carandiru na lista e Abril Despedaçado.

    Gostei.

    Acho que o cinema brasileiro está cada dia melhor.

    ResponderExcluir
  3. Oi

    Eu adorei o Se eu fosse você e o alto da compadecida, gosto de filmes que me fazem rir, tenha uma história diferente e um bom texto. Os outros eu não vi ainda.

    @anakint

    ResponderExcluir
  4. Adoro "Se eu Fosse Você" e "Lisbela e o Prisioneiro"! =D

    ResponderExcluir
  5. FILME MARAVILHOSO,OS BRASILEIROS ESTÃO CADA VEZ MODERNOS MTO CRIATIVOS LEMBRO QUE ELES USARAM ESPUMA PARA USAR NA NEVE, MTO LEGAL, E EU TINHA PENSADO QUE TINHA IDO FILMAR FORA DO BRASIL MAIS NÃO, PARABÊNS ESSE FILME FOI O QUE EU MAIS GOSTEI

    ResponderExcluir
  6. Prefiro o Se Eu Fosse Você 2 e pra mim faltou o Tropa de Elite 2. O único brasileiro na minha lista de favoritos.

    ResponderExcluir
  7. Se eu fosse você-bem legal, já vi os 2 filmes, o Tony e a Gloria estão ótimos.

    Carlota Joaquina-tem um enredo legal, além de abordar temas importantes.

    Trai e coçar é só começar(amei esse filme, muito bom, Adriana nos mostrando um pouco mais seu lado comediante, as caras e bocas que ela faz...

    Lisbela e o prisioneiro-Muito bom
    Auto da compadecida- É um de meus filmes favoritos(nacional.

    Olga Muito bom,apesar que mostrou uma pequena parte da história real.

    Me empolguei rs..
    Muito bom o top 10!

    @gil_esmalteira

    ResponderExcluir
  8. Só assis ti dois
    Se eu fosse você
    E lisbela e o prisioneiro

    Adorei Seu eu fosse você

    ResponderExcluir
  9. Ah, mais tem tanto filme brasileiro bom ! Eu adorei Narradores de Javé, Via Lactea, O que é isso companheiro ?, Reflexões de um Liquidificador, lembrando dos antigos São Paulo S.A.

    ResponderExcluir
  10. Oiie..Bom eu não assistir nenhum deles..rs
    Não gosto de Filmes brasileiro.
    Beiijo

    ResponderExcluir
  11. Minha Lista:
    1- Tropa de elite 2
    2 - O auto da compadecida
    3 - Cidade de Deus
    4- Tropa de Elite 1
    5 - Lisbela e o Prisioneiro
    6 - Caramuru: A descoberta do Brasil
    7 - Central do Brasil
    8 - Carandiru
    9 - Olga
    10- Assalto ao Banco central
    6 -

    ResponderExcluir